UNITA REAGE AOS PRONUNCIAMENTOS DE RUI SILVA E CONDENA JORNALISTAS

A direcção da UNITA informou nessa segunda-feira que “Rui Manuel Galhardo não tem nenhum vínculo de militância com a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), não exerce nenhuma função directiva na UNITA e não está incorporado em nenhum Comité da UNITA, pelo que, quando ele fala, fá-lo como cidadão”.

Mas, no dia da abertura da queixa-crime na DNIAP (Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal) da Procuradoria-Geral da República de Angola, 25 de Março de 2021, ao falar à imprensa, Rui assegurou que é da UNITA e que ninguém o vai tirar deste partido.

Estes pronunciamentos, que constam no Comunicado da UNITA publicado no dia 22 deste mês, foram feitos em reacção às palavras de Rui Galhardo, proferidas nessa sexta-feira aquando da sua saída da Procuradoria-Geral da República onde foi informado de que a queixa-crime contra Adalberto Costa Júnior que abriu , em Março último, está a seguir os seus trâmites, ao contrário do que o Novo Jornal publicou no mês de Outubro último, dizendo que a PGR havia arquivado a queixa-crime de Rui Galhardo Silva por insuficiência de provas.

No mesmo comunicado, a UNITA “condena com veemência a extensa cobertura jornalística desse acto por parte de Órgãos Públicos de Comunicação Social (…), pois o que pretendem é denegrir a imagem do candidato a Presidente da UNITA”.

Para reagir ao comunicado da UNITA, o Portal “A DENÚNCIA” contactou Rui Silva, que garante que vai falar ao PAD, sem, no entanto, adiantar o que vai revelar.

O antigo assessor para Projectos Económicos de Jonas Savimbi acredita que a Procuradoria-Geral da República de Angola tem todas as condições para acusar Adalberto Costa Júnior de tentativa de homicídio no Uíge, na medida em que a sua advogada Manuela Mendes, que o acompanhou nessa sexta-feira na PGR, diz que existem elementos probatórios suficientes para responsabilizar criminalmente o “presidente anulado” Adalberto Costa Júnior.

O militante da UNITA há mais de 30 anos – segundo ele próprio avançou à imprensa – confirma ao Portal “A DENÚNCIA” que tem sido alvo de ameaças e aliciamentos por parte de pessoas próximas a ACJ para desistir da queixa-crime contra o único candidato a presidente da UNITA Adalberto Costa Júnior, que já está em campanha eleitoral.

“Ameaças como: um dia vamos te queimar dentro de casa, vamos pôr uma bomba dentro do teu carro, vais ser esfaqueado no meio da rua, portanto são situações que não me amedrontam, mas são preocupantes quando há pessoas que vão ao meu perfil do FACEBOOK, nas fotografias de meus filhos menores, e ameaçam, fica complicado,” denunciou Rui Silva.

Carlos Alberto

http://adenuncia.ao

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Não é possível copiar o conteúdo desta página
ENVIAR MESSAGEM
Estamos online
Ola podemos te ajudar??