UP E ISEP RESPONDEM QUE ADALBERTO COSTA JÚNIOR NÃO SE FORMOU EM NENHUMA DAS DUAS INSTITUIÇÕES

 UP E ISEP RESPONDEM QUE ADALBERTO COSTA JÚNIOR NÃO SE FORMOU EM NENHUMA DAS DUAS INSTITUIÇÕES

UP E ISEP RESPONDEM QUE ADALBERTO COSTA JÚNIOR NÃO SE FORMOU EM NENHUMA DAS DUAS INSTITUIÇÕES

 

Uma fonte do Portal “A DENÚNCIA” enviou as respostas, formais, da Universidade do Porto e do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP) (anexadas) a informarem que Adalberto Costa Júnior não se formou nessas instituições, contrariando a “qualidade académica” (engenheiro electrotécnico) que se pode ler no perfil de ACJ, no sítio da Assembleia Nacional e na Wikipédia (dados fornecidos pelo próprio).

A resposta dada à revista “SÁBADO”, de Portugal, confirma a denúncia feita, em 2019, pelo Jornalista e Director do Portal “A DENÚNCIA”, Carlos Alberto – antes mesmo da abertura do seu canal que se dedica ao jornalismo investigativo, pois este só foi criado no ano passado (2021) – de que o deputado Adalberto Costa Júnior está(va) a cometer o crime de Falsa Qualidade na Assembleia Nacional de Angola, por se intitular engenheiro electrotécnico, e que, por via disso, “não tem perfil, por falta de ética, para ser presidente da UNITA”.

“Muitos não perceberam que eu pretendia evitar que os adversários da UNITA usassem este ponto fraco nesta altura de campanha eleitoral. Chamei atenção, pessoalmente, ao presidente da UNITA Isaías Samakuva, na altura, sobre os perigos de se apostar num presidente com muitos passivos (mentiu/insiste até hoje sobre a sua formação em Portugal e sobre a sua “carreira militar”, tudo por causa de dinheiro)”, afirmou Carlos Alberto, sem deixar de mencionar que ACJ também mentiu que se formou em “Ética” na Itália, quando representava a UNITA no Vaticano.

Há meses, circulou nas redes sociais passes antigos ligados ao SINSE, do jornalista Carlos Alberto.

O Director do Portal “A DENÚNCIA” atribuiu a autoria do acto ao actual presidente da UNITA.

“ACJ, com apoio de marimbondos do MPLA e de jornalistas assalariados (que serão denunciados), preferiu ir buscar meus passes antigos do SINSE para me desacreditar publicamente e pensaram que eu fosse ter vergonha de ter passado pela SEGURANÇA. Eu confirmei a autenticidade dos passes. E escrevi publicamente que deixei de pertencer ao SINSE (e fui dos melhores da minha formação) por situações que um dia talvez conte. Onde está a HONESTIDADE e VERTICALIDADE de Adalberto Costa Júnior, para mostrar a este país que vai gerir os bens públicos de forma TRANSPARENTE, se está provado que não é honesto e é um político sem ética?”, frisou o também jornalista de investigação.

O jornalista da revista SÁBADO – de acordo com uma fonte do Portal “A DENÚNCIA” – tentou obter informações junto de responsáveis da UNITA, para confrontar as informações vindas da UP e do ISEP. Questionou ao próprio ACJ, ao Secretário-geral da Assembleia Nacional, Pedro Neri, ao Deputado à Assembleia Nacional de Angola, pela UNITA,  Manuel (Nelito) Ekuikui, à Presidente do Truibunal Constitucional de Angola, Laurinda Cardoso, e ao presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, Liberty Chiyaka, “sobre o certificado comprovativo de Habilitações Académicas  que Adalberto apresentou à Assembleia Nacional, ao abrigo do Estatuto regimental daquele Órgão de Soberania, uma vez que a UP e o ISEP afirmam que ACJ não é licenciado.

Todos esses responsáveis não responderam à solicitação de esclarecimento, embora Nelito Ekuikui tenha respondido, de forma verbal, que isso é um “não assunto”.

Contactado pelo Portal “A DENÚNCIA”, o Presidente do Grupo Parlamentar da UNITA, Liberty Chiyaka, remeteu o assunto ao Porta-voz do Partido, Marcial Dachala.

O Director do Gabinete do Porta-voz da UNITA afirmou ao Portal “A DENÚNCIA” que estão em reunião e por isso ninguém se pode pronunciar a respeito deste assunto.

Caso tenha mesmo prestado falsas declarações,  quais são as consequências legais para ACJ? Incorre na prática de um crime?  Poderá ser sancionado? Como? Estas são as outras perguntas levantadas pelo Jornalista da revista SÁBADO, na carta de solicitação de esclarecimento enviada a entidades supramencionadas, que ficaram, assim, por ser respondidas.

No dia 06 de Abril do ano passado, o Portal “A DENÚNCIA” tinha solicitado  ao Presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, uma entrevista para ajudar a esclarecer  a opinião pública sobre este e outros assuntos relacionados à sua quezília com o malogrado Rui Silva, mas até ao momento não nos responderam.

O Portal “A DENÚNCIA” promete trazer mais dados a respeito da “falsa qualidade académica” de Adalberto Costa Júnior.

António Samutxixi

http://adenuncia.ao

1 Comentário

  • Gostaria de ter este Documento em posse. Posso?

Deixe uma Resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Não é possível copiar o conteúdo desta página
Iniciar conversa
Estamos online
Gostava de fazer uma denúncia de irregularidades e/ou crimes.